Capa da coletânea de contos 'A Princsa Imperial'.

CHAMADA

"Mil tronos eu tivesse, mil tronos eu daria para libertar os escravos do Brasil".

A Princesa Imperial

Sobre a Coletânea

Os 15 (quinze) autores selecionados criaram suas próprias versões sobre algum fato fictício/fantasioso tendo como personagem central a Princesa Isabel, Princesa Imperial do Brasil. Para isso, foi-lhes proposto desconstruir a história do Brasil, desprendendo-se da realidade objetiva, da temporalidade e de tudo o que a História consagrou como verdadeiro.

Características Gerais

Numero de paginas: 148
Peso: 202
Tipo de Capa: Capa cartão
Acabamento: Brochura sem orelha
Papel: Offset 75g
Formato: 14 x 21 cm
Miolo: Preto e branco
ISBN: 978-85-8196-755-4

Obras selecionadas e autores

PREMIADOS

 

"A Princesa, os escravos e as camélias"

Adnelson Borges de Campos

 

"São Olhos Del Salvador"

Mila Olivier

 

"Aconteceu na Cascata do Itamaraty"

Neyd Montingelli

 

"Princesa Isabel moderninha"

Rafael José Silvestre Maciel

 

"Tiziu"

Raphael Carmesin

 

"Minha rainha sem coroa"

Rita Cid dos Santos Vilela

 

"Menina branca princesa"

Valquiria Imperiano

 

"O compromisso"

Vergilio Silva de Alvarenga Morais

"O tigreiro e a princesa"

Veronica Brandão

 

"O heroi dos escravos"

Wesley José Rodrigues Pio

 

MENÇÕES HONROSAS

 

"A Princesa e um sonho de liberdade"

Alexandre Cezar da Silva

 

"O sarau"

Leticia Magalhães

 

"O canto da liberdade"

Marcel Willian Oliveira de Sousa

 

"Crônicas do leão de oito caudas e uma princesa libertária"

Roberth Fabris

 

"Memorias"

Tatiana da Cunha Domingues

Prefácio

Anderson Gazote

Graduando em Engenharia

Neste livro, uma coletânea cuidadosamente selecionada pelo organizador Eber Josué e produzida por diversos escritores de todo o Brasil, com a finalidade de promover a literatura e manter viva a memória histórica do Império Brasileiro, traz-se uma compilação de contos fictícios em uma alternância entre o tom descontraído e ao mesmo tempo histórico, sobre o Brasil do tempo da abolição da escravatura e os acontecimentos e questões ao redor desse tema.

Os contos giram especialmente em torno da Princesa Imperial, Princesa Isabel, mas mostrando também todo o sofrimento dos escravos e a relação de alguns com a princesa.

Também mostram várias faces, indo de uma “Princesa Isabel moderninha”, como é intitulado um dos contos, a uma Princesa de mãos firmes nas horas de tomar decisões, oriundas da imaginação de cada escritor.

Portanto, A Princesa Imperial, mais do que um livro de leitura obrigatória aos que gostam de boas histórias, em cada linha nos leva a imaginar e sentir-se presente nas histórias aqui contadas, cuidadosamente escritas em estilos leves e agradáveis, tomando-nos pela vontade de ler cada vez mais e mais, em prazerosa leitura, apimentada com bem humoradas observações pessoais. Mergulhe de cabeça, delicie-se com essa experiência!